Cuidados no Frio

Cuidados no Frio

Cuidados no Frio

Com a chegada do outono já podemos perceber mudanças no clima na maior parte do Brasil. Em algumas regiões onde faz calor a maior parte do ano, o frio chegou de forma brusca e pegou muitos de surpresa. As aves, assim como nós, que não estão acostumadas com temperaturas tão baixas sofrem com essas mudanças e sim, elas sentem frio. Mas o que podemos fazer para proteger nossas aves nessa época do ano.

 

O que podemos fazer para proteger nossas aves no frio. (Foto: Reprodução/Flickr – Lonnane Snapfreeze)

O que podemos fazer para proteger nossas aves no frio. (Foto: Reprodução/Flickr – Lonnane Snapfreeze)

No geral, as penas atuam como excelente proteção contra o frio e mantêm a temperatura da ave, mas não a protegem contra outros fatores que podem prejudicar sua saúde, como:vento, mudanças bruscas no clima e aumento da umidade. Em situações assim, a ave acaba sofrendo muito desgaste para manter o calor corporal.

As calopsitas, como outros psitacídeos, apresentam temperatura corporal em média de 39,5 a 40,5 Cº. Com o desgaste que elas muitas vezes sofrem para manter essa temperatura, pode acontecer de a imunidade cair repentinamente, dando brecha para algumas doenças se manifestarem.

 

Mas então qual é a temperatura ideal? A temperatura indicada pela maioria dos veterinários é próxima de 22Cº. E como podemos fazer isso? Vários métodos podem ser utilizados para manter as aves aquecidas durante este período do ano, abaixo separamos por categorias:

Acomodações

Durante o dia, se estiver muito frio, as gaiolas podem apenas ficar parcialmente cobertas, evitando a friagem. (Foto/Reprodução: Arquivo pessoal)

Durante o dia, se estiver muito frio, as gaiolas podem apenas ficar parcialmente cobertas, evitando a friagem. (Foto/Reprodução: Arquivo pessoal)

O mais importante e também mais simples é cobrir a gaiola, pode ser com uma manta (cuidado com fios soltos ou bolinhas de pano que elas possam bicar e engolir), cobertor ou capas. Principalmente a noite, a gaiola deve ficar coberta com apenas uma abertura na parte de baixo para as aves não ficarem sufocadas. Durante o dia você pode deixar a gaiola parcialmente coberta, por exemplo, a parte de trás da gaiola que fica virada para a parede (se este for o seu caso) ou também os lados.

 

Para aqueles que são acostumados a deixar as aves no quintal, este hábito deve mudar durante o inverno, principalmente no período da noite, momento no qual as aves devem ser colocadas dentro de casa. Lembrando, que os pássaros devem tomar sol mesmo neste período do ano para que possam se aquecer naturalmente com a luz do sol e continuar a produzir vitamina D.

 

 

Durante a noite a gaiola deve ficar coberta com uma manta quentinha, mas lembre-se de deixar um parte descoberta para a ave não se sentir sufocada. (Foto/Reprodução: Arquivo pessoal)

Durante a noite a gaiola deve ficar coberta com uma manta quentinha, mas lembre-se de deixar um parte descoberta para a ave não se sentir sufocada. (Foto/Reprodução: Arquivo pessoal

Para os viveiros de pássaros, a solução é colocar algum tipo de encerado ou pano envolto do viveiro para cobri-lo e protegê-lo do frio e, se o viveiro for móvel, recomenda-se que seja colocado em um local protegido de correntes de ar frio, principalmente, no período noturno, quando a temperatura sempre cai.

Importante

As gaiolas precisam estar em locais isolados de vento e correntes de ar, de preferência dentro de casa ou em um local fechado, sem umidade. Evite também deixar a gaiola no chão, apóie a gaiola em algum móvel ou suporte ou dependendo do tamanho de sua gaiola, pendure em um local seguro.

 

Sol e calor

Mesmo no inverno, as aves precisam tomar sol. Nos dias em que estiver um pouco mais quente e SEM VENTO, as gaiolas podem ir para fora e tomar banho de sol. Lembrando da importância de deixar alguma sombra no caso da ave ter abrigo caso queira se esconder do sol direto.

Mesmo no inverno as calopsitas devem e precisam tomar sol. (Foto/Reprodução: Flickr – Pallavi Barua)

Mesmo no inverno as calopsitas devem e precisam tomar sol. (Foto/Reprodução: Flickr – Pallavi Barua)

Mas nos dias que estiver ventando e muito frio, o ideal é se houver sol, elas tomarem através da luz de uma janela por exemplo. Os vidros filtram alguns raios importantes para a saúde, mas neste caso o importante é o aquecimento da ave.

Aquecedores

Pode ser utilizado também alguns aquecedores de ambiente, mas tomando sempre cuidado para que não esquentem demais. O mais indicado é o aquecedor a óleo, pois aquece gradativamente e não retira o oxigênio do ambiente, como acontece com os aquecedores elétricos.

 

O aquecedor a óleo é o mais indicado pois aquece gradativamente e não tira o oxigênio do ar, mas tome cuidado com a distância entre ele e a gaiola. (Foto/Reprodução: Arquivo pessoal)

O aquecedor a óleo é o mais indicado pois aquece gradativamente e não tira o oxigênio do ar, mas tome cuidado com a distância entre ele e a gaiola. (Foto/Reprodução: Arquivo pessoal)

Os aquecedores elétricos são mais baratos, mas não são recomendados nem para a nossa saúde nem para os nossos bichinhos. Caso só tenha esta opção, então é indicado manter uma abertura para passagem de ar no cômodo que a ave está localizada e colocar um umidificador de ambiente. Existem também outros tipos de aquecedores que são específicos para animais, como as lâmpadas de cerâmica, que são uma boa e durável fonte de aquecimento e que não retira a umidade do ar. Mas estas são indicadas para gaiolas menores e não para viveiros grandes.

Nossa recomendação

É interessante consultar seu veterinário de confiança para saber a real necessidade e a melhor forma de usar um aquecedor de ambiente, assim também como o modelo mais indicado para o seu caso. Deixar o aquecedor muito próximo a sua ave pode causar queimaduras e o bichinho deve ter um local para se esconder do calor excessivo.

Umidade

Outro cuidado importante que devemos ter, é em relação à umidade do ambiente. Em grande parte do país a umidade relativa do ar tende a ser baixa durante o inverno e, alguns aquecedores de ambiente podem diminui-la, ocasionando infecções e irritações respiratórias.

Para evitar estes problemas, pode ser usado umidificadores de ambiente ou como uma solução mais rápida e simples, usar copos com água e/ou panos úmidos no ambiente. No entanto, o resultado destas técnicas nem sempre são satisfatórios.

Alimentação

A alimentação das Calopsitas nessa época deve ser mais reforçada para garantir que a ave absorva o máximo de vitaminas e proteínas no organismo, ajudando a se manter mais forte e saudável. Algumas aves relutam um pouco em comer alimentação complementar nessa época do ano, e isso é normal. Mas então, você deve parar de oferece-lá nessa época do ano? NÃO!

As frutas, legumes e verduras tem um papel essencial na dieta das aves e são muito importantes. Por isso preste atenção se oque você está oferecendo não está gelado, afinal os legumes e algumas frutas sempre são guardados na geladeira. O ideal é que sempre no dia anterior, faça a escolha do que irá oferecer e separe fora da geladeira. Alguns legumes como cenoura, beterraba e abobrinha podem ser LEVEMENTE aquecidos no microondas.

 

Leia Mais sobre a Alimentação adequada das calopsitas AQUI!

No inverno as calopsitas tem um gasto de energia maior para se manterem aquecidas. Podemos oferecer uma alimentação enriquecida e sementes, mas não exagere!! (Foto/Reprodução: Fabiana Guimarães | Reprodução/Facebook /My Dear Pet)

No inverno as calopsitas tem um gasto de energia maior para se manterem aquecidas. Podemos oferecer uma alimentação enriquecida e sementes, mas não exagere!! (Foto/Reprodução: Fabiana Guimarães | Reprodução/Facebook /My Dear Pet)

 

 

E as sementes, posso oferecer em maior quantidade no inverno? Vamos analisar juntos: na natureza as aves voam…voam muito, por isso precisam de energia. Para adquirir essa energia elas acabam preferindo alimentos que tem um teor de gordura mais alto. No inverno, a ave gasta energia naturalmente para se manter aquecida, aplicando isso a nossa realidade será que nossas aves vão gastar tanta energia como uma ave que vive na natureza? Certamente não. Por isso não podemos oferecer alimentos gordurosos em grande quantidade, temos que sempre procurar um equilíbrio. Existem pessoas que preferem oferecer somente ração e outras oferecem ração + sementes, e isso vai de cada um. Mas é fato de que o gasto de energia para manter a temperatura no frio irá acontecer, então precisamos algumas vezes abrir exceções e adaptar a dieta de nossas aves pelo bem delas.

Dica

Podemos sim oferecer sementes no inverno, e talvez até mesmo mudar a variedade da mistura como com aveia descascada, girassol, arroz (cateto ou japonês) e também farinhadas. Mas uma coisa é fato: nada oferecido em excesso na alimentação de noss

as aves irá fazer bem. Por isso utilize de bom senso, se tiver dúvidas converse com seu veterinário de confiança.

 

Mesmo no inverno o banho faz parte da rotina das calopsitas e tem sua importância. (Foto/Reprodução: Flickr – Alexander Lukinsky)

Mesmo no inverno o banho faz parte da rotina das calopsitas e tem sua importância. (Foto/Reprodução: Flickr – Alexander Lukinsky)

Banho

Na natureza as aves no geral sempre tomam banho, mesmo que esteja frio. Caso suas calopsitas queiram tomar banho, você pode e deve oferece-lo, com alguns cuidados: Coloque uma banheira com água filtrada 2 vezes por semana, mas não se esqueça de removê-la após o banho, pois as aves podem beber a água que ficou suja, contraindo vermes e bactérias nocivas à saúde.

Se a água estiver naturalmente muito gelada, pode-se aquecer uma

pequena parte da água e ir despejando na outra parte em temperatura natural e assim ir equilibrando a temperatura geral para que esta fique mais confortável.

 

Atenção

Não ofereça água morna para o banho,apenas equilibre a temperatura se houver necessidade. Uma dica que você pode seguir é tirar o excesso de água das penas após o banho, se achar necessário. Para isso você pode utilizar uma pequena toalha limpinha e bem permeável para que sem esfregar, só passando levemente ela absorva parte da umidade.

por Fernanda Buriola Pipolo- Universo das Calopsitas
Fotos: Lonnane Snapfreeze | Reprodução/Flickr , Pallavi Barua | Reprodução/Flickr, K. Nakatani | Reprodução/Instagram, Fabiana Guimarães | Reprodução/Facebook /My Dear Pet, Alexander Lukinsky | Reprodução/Flicker)

Sobre a Calopsitas Betim

 

Equipe Calopsitas Betim 🐣🐥🐤

 

Deixe uma resposta

Últimas Postagens

Pagamento 100% Seguro

godaddy ssl calopsitas betim



%d blogueiros gostam disto: