Arranque de Penas & Auto Mutilação

Arranque de Penas & Auto Mutilação

images (7)

ARRANQUE DE PENAS e AUTO-MUTILAÇÃO: Trata-se de um comportamento anormal e aberrante que certas aves (normalmente psitacídeos: Calopsitas, papagaios, lóris, araras, etc.) exibem e que consiste na preensão, mastigação ou mutilação das suas próprias penas ou das do seu companheiro mais próximo.
As causas são diversas, pode ser desde um problemas comportamental como gerado por problemas de saúde, tais como: Má nutrição; Obesidade; Excesso de vitaminas; Doença do fígado ou pâncreas; Aspergilose;  Candidíase; giardíase; Infecções de pele por estafilococos; Intoxicações por zinco, chumbo ou cobre; Irritação por agentes diversos.

É preciso ter atenção e cuidado, para não confundir muda de penas com com arranque/auto-mutilação. Para isso, você deve observar se existe alguma região com uma grande falha de penas, sangramentos e atitudes inquietas e suspeitas de sua ave. Portanto, não assuste ao ver penas pela casa ou no bico de sua calopsita, elas podem apenas estar em processo normal de trocas e higiene pessoal.

AVALIANDO SUA AVE

Uma ave saudável limpa constantemente suas penas, aplicando óleo (proveniente de uma glândula interna)e removendo canutilhos que envolvem as penas novas, isto é um comportamento completamente normal.
O fato de arrancar ou comer as penas podem ter muitas causas: doenças internas, má-nutrição, problemas nervosos ou hormonais,aborrecimento, infecção nos folículos das penas, parasitas, vírus ou excesso de zelo da mãe ou companheiro ao limpar as penas dos filhotes ou de seu companheiro.
Descobrir a causa exata para esse problema é tarefa árdua.
Se, após um check-up médico completo, verificar-se que a causa não é médica, e sim comportamental, você deve avaliar alguns aspectos, na tentativa de inibir esse hábito nas aves.

•O 1º ponto a verificar é o local da gaiola.
Esta deve estar em local sem muito trânsito, encostada a alguma parede, e sem outros animais que possam incomodar ao redor. Um pássaro super-estimulado não é capaz de relaxar. Para que ele tenha maior sensação de segurança, a gaiola não deve estar em frente a janelas,corredores ou no centro do ambiente.

•Outro ponto a se considerar é sono. As aves devem ter 10-12 horas de sono contínuo, em local quieto e escuro. Sem isso, elas ficam ansiosas e nervosas. Exercício é vital para a saúde de uma ave. Faça-a bater as asas, subir e descer escadas ou a gaiola, escalar poleiros e andar no chão.

•Banho também é muito importante, e aves com esse problema devem fazê-lo diariamente. É fato que aves não arrancam penas molhadas; mas só as mantenha úmidas se o ambiente for quente a ponto de permitir isso.

O hábito de arrancar e mastigar penas pode ser decorrência de pele seca, má-condição das penas ou maus hábitos de limpeza da ave, e esses fatores podem ser contornados com banhos diários, que irão estimular a ave a se limpar.

•Brinquedos também ajudam, uma vez que se seu pássaro estiver entretido com um, ele não estará arrancando as penas. Alguns brinquedos, inclusive, são ideais para esse problema, imitando a textura e aparência das penas.

•Poleiros inadequados, muito grandes ou muito pequenos, também geram insegurança na ave.

•Um último ponto a ser lembrado é não recompensar o ato de arrancar penas. Se a ave arranca uma pena e você responde de algum modo (não importa se o que você diz é positivo ou negativo), ela associará o hábito com chamar atenção, e isso só irá piorar o problema. O ideal é desviar a atenção para uma comida, brinquedo ou qualquer outra coisa. Você deve interagir com sua ave, mas nunca quando ele estiver se mutilando. Também é importante perceber em qual momento a ave mais arranca penas: de manhã ou à noite, na sua ausência ou na sua presença,se fica nervoso perto de algo ou alguém.

images (4)

SINTOMAS

Estas Calopsitas que possuem este horrível vício têm uma aparência horrível, começam por morder as penas das patas ou as do peito, outras adoram as penas das asas ou mesmo as da cauda. Em qualquer uma delas o aspecto é sempre de uma ave desmazelada com as penas desalinhadas, e com vários graus de perda depenas pelo corpo.

POSSÍVEIS CAUSAS E PROBLEMAS MÉDICOS

São tantas as possíveis causas que a Calopsitas Betim tentará resumi-las do modo mais simples possível.
Representam 35 a 40 por cento dos casos. Muitas vezes, os donos não permitem fazer todas as  análises possíveis para determinar a verdadeira causa, portanto é provável que esta percentagem seja bem maior.

••O problema mais vulgar é a má-nutrição. Se você tem um cão ou um gato compreende isto muito bem: não é verdade que o seu animal, se pudesse, comeria só carne e bolos? Com as Calopsitas acontece o mesmo. Eles se viciam em determinada semente ou fruto e depois é difícil convencer a ave de comer toda determinada variedade de alimentos que as rações comerciais têm disponíveis.
Se a sua Calopsita for fã de sementes oleosas (girassol,por ex.) é fácil ficar obesa e isso é uma das principais causas de arranque de penas. Isto porque (segundo esta teoria), a acumulação de depósitos de gordura subcutânea pode irritar a pele. Estes animais voltam a ter a plumagem bonita quando o seu peso volta ao normal após uma dieta específica.

••As aves mais propensas são as Calopsitas e os papagaios.
Caso a dieta contiver níveis inadequados de certos componentes alimentares essenciais à muda, tais como arginina, riboflavina, niacina ou selênio, poderá causar stress na plumagem. As raízes das penas vão-se ressentir e ao fim de algumas semanas a sua antes tão linda Calopsita estará se auto-depenando.

••Outro caso interessante é daquelas Calopsitas completamente doidas e psicóticas que adoram o sabor das penas. Chegam mesmo a emitir um som de alegria quando saboreiam o gosto da pena recém arrancada. Este comportamento pode ser interpretado como picacismo, uma condição que resulta da falta de minerais essenciais (zinco por ex.).

Mas tome cuidado! Não lhes dê tanta vitamina, pois se a ração comercial que você utiliza estiver dentro do padrão alimentar recomendado pelo fabricante você não necessitará suplementar. Isto poderá conduzir a uma doença hepática ou pancreática com conseqüências graves, uma das quais é arrancar as penas. Normalmente após a dieta voltar ao normal, a saúde da ave também voltará.

••Existem também doenças infecciosas que poderão induzir ao arranque das penas. Entre elas destacamos: aspergilose (fungo que se deposita nas vias respiratórias), Candidíase (levedura)e Infecções bacterianas.
As Calopsitas são propensas à giardíase (protozoário intestinal que dá muita comichão) que pode manifestar pelo arranque de penas sobre as asas, costas ou no ventre.

••Doenças do fígado poderão causar comichão na pele das pessoas e aparentemente o mesmo acontece nas aves. Isto poderá acontecer quando há extravaso de ácidos biliares do fígado para o sangue, que quando em circulação nos vasos subcutâneos dá origem a prurido. O diagnóstico é fácil, basta pesquisar os tais ácidos biliares em uma amostra de sangue.

Qualquer outra doença que cause inflamação do organismo, seja em qualquer região do corpo, poderá sugerir à Calopsita para arrancar as penas. Por outro lado este vício conduz a infecções secundárias que poderão também produzir toxinas e mais comichão ainda, agravando o ciclo vicioso.

••Parasitas tais como ácaros ou piolhos são extremamente raros, mas jamais deverão ser descartados pelo veterinário.

Para um diagnóstico mais seguro, podem-se fazer esfregaços das raízes das penas, análises do sangue, radiografias,endoscopia ou biópsias da pele.

••Outra causa deste mal que assola muitos criadores são as Alergias. Sim, a sua Calopsita pode sofrer de alergia inalatória (pólen, bolores) e mesmo ser alérgica ao fumo do tabaco (existiu um caso no E.U.A, de um papagaio amazonas que tinha alergia nas patas porque o dono segurava-o com as mãos “sujas” de cigarros). Além disso, as Calopsitas podem se contaminar com alergia umas das outras ou de outros animais. Alergias alimentares é um campo praticamente desconhecido, mas sabe-se que algumas aves são alérgicas aos corantes de certas rações.

••Intoxicações são outras possíveis causas, normalmente quando as Calopsitas roem tinta descascada de parede ou outras superfícies. Os metais pesados são muitas vezes responsáveis (chumbo, cobre e até mesmo zinco). Outra forma de intoxicação é a inalação ou ingestão de produtos de limpeza que estejam em seu alcance.

CAUSAS EMOCIONAIS

Apesar de extremamente subjetivo, vamos apresentar algumas situações que poderão conduzir ao stress e arranque das penas.
Muitas pessoas tendem a acariciar demais uma Calopsita recém adquirida pelo menos durante os primeiros 12 meses. Depois de passada a novidade, alguns deixam de prestar tanta atenção, até porque certas pessoas enchem-se de expectativas acerca dos seus animais de estimação e quando eles não correspondem a essas expectativas, o pássaro pode acabar ficando em segundo plano.
Em outras situações a entrada de uma outra ave, ou animal de estimação ou até mesmo quando o dono decide casar e ter filhos, a atenção passa a ficar dividida, a ave enche-se de ciúmes e frustração e passa a arrancar as penas para chamar a atenção.
É engraçado que uma Calopsita que conviva sozinha com uma família acabe escolhendo apenas um membro favorito como seu parceiro.
Muitas vezes o arrancar das penas traduz uma frustração sexual. A separação da ave do seu companheiro humano pode ser uma experiência traumatizante.
Se outros humanos estiverem assistindo às sessões de brincadeiras com o dono predileto, eles poderão ser encarados como intrusos no seu relacionamento,podendo ser rechaçados a bicadas e expressões de desafio.
Algumas Calopsitas deliciam-se em arrancar as penas somente para ver o dono correr preocupadamente para elas. Especificamente neste caso, você não deverá estimular este tipo de comportamento, e não lhe deve dar importância, simplesmente ignore. Verá que esta reação terá benefícios em longo prazo.
A título de prevenção, não dê atenção exagerada para sua Calopsita se não puder manter esse cuidado constantemente. Brinque com ela entre 1 a 2 horas por dia, mas o resto do tempo permita-lhe ter a sua própria independência.
Deixar a televisão ou o rádio ligado perto das Calopsitas é um fator positivo que estimula tanto a visão como a audição das aves prevenindo o aborrecimento.
Sobretudo não subestime a inteligência destes animais. Um ser vivo tão esperto e ativo como as Calopsitas, é de se esperar que desenvolva problemas comportamentais tais como arrancar as penas ou guinchar caso se aborreça dentro de uma gaiola por falta de atenção ou estímulos para a brincadeira.
images (9)
RESUMINDO AS PRINCIPAIS CAUSAS DO ARRANQUE DE PENAS

Infelizmente, ainda na atualidade, trata-se de um mistério dentro da medicina veterinária. Mas quando este problema nos bate à porta, devemos antes avaliar se houve qualquer alteração no ambiente que a calopsita costuma ficar, ou na gaiola, na família, enfim, na sua rotina habitual. Elas são seres muito

images (8)

frágeis e sensíveis e qualquer mudança pode alterar completamente o comportamento delas.Junto a isso, deve-se procurar um veterinário e fazer um check up para avaliar a saúde de sua ave e assim tentar eliminar possibilidades. Um veterinário irá ajudar a analisar as possíveis causa e indicar métodos para o tratamento.

O ato de arrancar as penas é um fenômeno pouco entendido até mesmo pelos profissionais de medicina de aves, existem muitos casos que são verdadeiramente impossíveis de se diagnosticar corretamente, fazendo-se apenas um tratamento sintomático!

 

 

Fonte: Universo das Calopsitas

Sobre a Calopsitas Betim

Equipe Calopsitas Betim 🐣🐥🐤

Deixe uma resposta

Últimas Postagens

Pagamento 100% Seguro

godaddy ssl calopsitas betim



%d blogueiros gostam disto: